Buscar
  • Eduardo Andre

Exercício na criança e jovem adolescente

Vivemos numa era em que a obesidade é considerada uma epidemia. A promoção de hábitos de exercício e atividade física pode contrariar esta tendência, particularmente quando ela surge em idades cada vez mais precoces. O desenvolvimento de hábitos de

vida saudável deve ser iniciado nestas idades em que se cria um capital de saúde para o resto da vida. O exercício tem precisamente esta capacidade e como tal deve ser estimulado por vários atores sociais (e.g., família, escola).


A promoção da educação física vai além do simples "mexer o corpo". Embora as atividades exploratórias das capacidades físicas possam ocorrer naturalmente, a sociedade de hoje estimula um estilo de vida que constrange esta necessidade. É fundamental que haja uma metodologia que compreenda e respeite as necessidades motoras da criança ou jovem adolescente, e crie um ambiente, ainda que artificial, para o seu harmonioso desenvolvimento.

A fase pubertária é um momento de desenvolvimento e maturação fulcral. Esta fase pode ser identificada por: idade cronológica, maturação óssea e estádio de maturação sexual. Sabendo e respeitando estas características, os estímulos motores diversificados e que respeitem o perfil maturacional são recomendados.


As crianças e jovens adaptam-se ao exercício de forma diferente quando comparados com os adultos. Com o aumento dos orgãos surge uma maior capacidade funcional. As respostas cardíacas, respiratórias, endócrinas e neuro-músculo-articulares ficam potenciadas por este desenvolvimento, e são também potenciadas pelo exercício.

Venha conhecer as nossas soluções de treino para crianças e jovens adolescentes.


Bons treinos e até já,

Eduardo André,

Fisiologista do Exercício.

0 visualização
 

©2020 by Hi Well. Proudly created with Wix.com